Studio Integral SP

Studio Integral SP

Centro de Treinamento e Formação
Certificação Internacional Yoga Alliance USA

Hinduísmo
Hinduísmo

Hinduísmo 

“Ismo” significa “tendência”. Sua estruturação aconteceu por volta de 1500 a.C, mas os conceitos mais marcantes de sua filosofia já eram vivenciados há milhares de anos, transmitidos por tradição oral. Entre os mestres que compilaram, organizaram e escreveram os conhecimentos que formaram a base do Hinduísmo – os Vedas, escrituras mais antigas de que se tem conhecimento - o mais importante foi um sábio chamado Vyasa. 

Quando estudamos as filosofias e a cultura da Índia Antiga, falamos de toda a região aos pés do Himalaia – onde hoje encontram-se Nepal, Tibet, Paquistão. Só em 1947 o país ganha as fronteiras que conhecemos hoje. Escavações arqueológicas apontam que, em seus primórdios, essa cultura teria se desenvolvido a partir de uma civilização que habitava a região onde hoje é o Paquistão. Esta região era cortada pelo Rio Indo, que nasce no sul da China, atravessa o Himalaia e deságua no Mar Arábico; e pelo Rio Saraswati, já extinto. A região ficou conhecida como “Vale do Indo”. 

O Rio Indo era tão grande e importante para esta civilização quanto o Rio Nilo no antigo Egito – dele dependia a manutenção da agricultura e o desenvolvimento de toda a população. Todos os anos, com o desgelo dos Himalaias, a água descia as cordilheiras e as terras se tornavam muito férteis. Ao longo do curso destes rios se formaram importantes cidades, das quais as mais estruturadas eram Mohenjo Daro, Harappa e Lothal (cidade portuária). A arqueologia comprova que foi uma civilização muito avançada. 

Desde o início do século XVIII até sua libertação, em 1947, a Índia foi explorada e dominada pela Inglaterra. Em 1856 uma companhia britânica estava construindo uma linha de trem entre as cidades de Karachi e Lahore, ao norte do país, quando por acaso se depararam com as ruínas de uma dessas antigas cidades. Muitos tijolos dessa antiga cidade foram utilizados na construção da ferrovia e das estaçãos de trem. Tijolos entalhados, de milhares de anos, que guardavam uma riquíssima herança de uma das primeiras civilizações desenvolvidas do planeta. Só em 1922 - mais de 65 anos depois - os arqueólogos descobriram que naquele local estava enterrada uma civilização contemporânea à da Mesopotâmia, e puderamisolar o local para estudo. Hoje a região é considerada patrimônio mundial pela Unesco. A partir de 1999, mais de mil cidades e assentamentos foram encontrados, dos quais 96 foram escavadas. Em seus estudos (publicados no livro Indus Valley Civilization), o que mais surpreende é a constatação de que se tratava de um civilização altamente desenvolvida. 


Texto Material do Curso de Formação e Capacitação Yoga.

Equipe Studio Integral SP




Todos Direitos Reservados - Studio Integral SP 2021