Studio Integral SP

Studio Integral SP

Centro de Treinamento e Formação
Certificação Internacional Yoga Alliance USA

Yoga e Cura
Yoga e Cura

Dores nas costas causadas pelo ciático e hérnia de disco


Uma das primeiras reações de quem sofre de dores nas costas é o medo de encarar qualquer atividade física e agravar o problema. É claramente uma forma inteligente e instintiva do próprio corpo em se prevenir de uma lesão maior.

Quando o assunto é coluna, todo cuidado é pouco. Nos estudos do ioga, é o nosso principal canal de energia. Todo nosso trabalho é focado nela. Por presenciar vários processos de cura de lesões — depois de acompanhar alunos diagnosticados com esse padrão de doença, acredito que quando o assunto é lesão na coluna, não há terapia mais apropriada que o Yoga.

O processo deve ser lento e cauteloso pois, qualquer esforço brutal, pode causar uma lesão maior dificultando mais ainda o processo de cura.

A pessoa deve ter cautela e não frequentar qualquer aula de ioga, pois há práticas que são dinâmicas e que exigem um determinado nível de consciência corporal.

Sempre que for agendar uma aula experimental, não esqueça de mencionar em primeiro lugar o motivo da sua busca; mencione a lesão e pergunte quais os movimentos você deve evitar. Há professores de Yoga que não trabalham com alunos lesionados, por já terem uma turma fechada e um ritmo determinado do trabalho ou por falta de conhecimento sobre o assunto.

Não costumo separar um aluno de outro, e acredito que sempre aprendemos com a dificuldade de cada um. Todos que praticamos o Yoga, viemos por esse caminho por passarmos ou estarmos passando por uma superação. Seja física, na questão da doença ou lesão, seja na questão emocional do controle, do estresse ou da ansiedade. Também, quando buscamos porque queremos respostas quando o assunto é entender o sentido da existência.

O Yoga como filosofia, nos faz olhar para o corpo de modo que, só através dele, enxerguemos quem somos ou como estamos sendo nesta vida.

Através da leitura energética do Yoga, a coluna vertebral é a nossa força maior, o canal que nos conecta com tudo que somos e sentimos — como reagimos, e que pode nos dar a percepção de quem somos como ser, alma, mente e corpo. O trabalho para o despertar dessa força é feito cautelosa e lentamente. Assim, o primeiro passo é trazer a consciência do praticante à tona: da postura, do alinhamento, da respiração e da sua leitura corporal que ele passa ao mundo dele mesmo. Isso demanda tempo. Imagine uma pessoa que nunca praticou atividade física, encarando de 8 a 10 horas de trabalho por dia, com vida sempre sedentária. A maioria das pessoas que enfrentam dores nas costas, resultam do sedentarismo, da falta de consciência e da falta de uma rotina de vida saudável.

Uma vez que o praticante consiga se ver melhor no corpo, trabalhamos de forma a explorar mais exercícios que irão auxiliar no ganho da força. E só assim, através de consciência e de força, que podemos iniciar qualquer processo de transformação do indivíduo. O tempo de se perceber uma mudança é varia para cada pessoa. Há pessoas que, mesmo não fazendo atividade física, tem memoria celular incrível e o corpo resgata a isso rapidamente; outros demoram um pouco mais.

A coluna representa a energia da flexibilidade, da abertura, da nossa força maior. Problemas podem representar nossa rigidez interna e a falta de visões diante do mundo. Buscar o Yoga como forma de tratamento para lesões, não é só uma forma de tratar a doença física, mas também um meio de tratar as emoções que podem ter gerado aquele problema.

Acredita-se no Yoga que toda e qualquer doença pode ter sido gerada por distúrbios emocionais ou mentais. Entender como estamos nos sentindo em relação ao mundo à nossa volta e encarar algumas mudanças, é uma forma natural de reciclar sua energia e resgatar seu poder central.

Coluna é força e vitalidade, o sucesso na vida consiste em manter seu maior centro da força em eixo para que tudo flua de forma abundante e plena.

Wal Nunes










Todos Direitos Reservados - Studio Integral SP 2021